Dia do acompanhante no Hospital Galileu oferece orientações sobre o uso de chás

A utilização de plantas para fins medicinais é algo milenar. Os benefícios são inúmeros, que vão do alívio das dores ao controle da glicemia em pessoas diabéticas. Na busca para oferecer uma orientação aos acompanhantes de pacientes internados no Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém, o setor de humanização organizou uma palestra, nesta quarta-feira (7) sobre as diversas propriedades medicinais que os chás possuem. A ação contou com a orientação de farmacêuticos e nutricionistas e faz parte do projeto “Dia do acompanhante”.

Para a nutricionista do HPEG, Talita Lobato, o consumo de chá é importante e já está presente no cardápio de alguns pacientes do HPEG, unidade do Governo do Estado do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. “No Brasil, existe uma grande variedade de chás e cada uma têm a sua funcionalidade diferenciada. Por conta disso, estamos trazendo essas orientações aos acompanhantes sobre essas funcionalidades e, ao mesmo tempo, mostrando que a alimentação vai muito além da oferta de alimentos, já que oferecemos esses chás pensando em todos os benefícios que ele trará para o usuário”, esclarece Talita.

A acompanhante Rosângela Leal participou da palestra e declarou que já faz o uso de chás. “Eu me interesso pelo assunto pois já tomo os chás de Erva Cidreira e de Boldo. Com as orientações passadas na palestra, pude aprender um pouco sobre o preparo correto desses chás”, disse.

Cuidados no Preparo

Para que todos os princípios ativos encontrados na planta se mantenham presentes na hora do preparo do chá, é preciso seguir algumas orientações, que foram passadas pela farmacêutica Jéssica Barbosa durante a palestra. “A primeira atenção é referente ao utensílio utilizado para o preparo do chá. O recomendável é que seja preparado em recipiente em Inox ou em antiaderente, evitando materiais de alumínio, que podem acabar modificando as partículas com a fervura da água. Além disso, é importante que o chá seja preparado para o consumo diário”, explica Jéssica.

Sobre o HPEG

O hospital Público Estadual Galileu (HPEG) é uma unidade de retaguarda, gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, que atende baixa e média complexidades, e presta assistência hospitalar em trauma-ortopedia, clínica médica e Cardiologia. O hospital está localizado na Rodovia Mário Covas, nº 2253. A unidade é gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão Secretaria de Saúde do Estado do Pará (SESPA).

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço.