Catadores são imunizados em Ação do Bem promovida pelo Hospital Galileu

A Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Águas Lindas (Aral), uma cooperativa com cerca de 56 catadores, localizada em Belém (PA), recebeu na tarde de hoje, 1/11, na sede da Associação, uma ação voltada para a imunização contra Hepatite B e Tríplice Viral, uma das maiores carências destes profissionais. A vacinação, promovida pelo Hospital Público Estadual Galileu, faz parte das “50 Ações do Bem” da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, entidade que gere o hospital sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Esta foi a quarta “Ação do Bem” realizada, este ano, com foco na saúde e bem-estar dos catadores de materiais recicláveis, que desde 2015 são parceiros do Hospital Galileu, recebendo, mensalmente, da unidade uma média de 700kg de resíduos para reciclagem.

De acordo o presidente do Comitê de Sustentabilidade do Hospital Galileu, Sandro Mendes, a iniciativa de incluir uma ação de vacinação para o público da Aral surgiu após acompanhar a rotina destes profissionais. “Percebemos que sair do local de trabalho, para eles que trabalham em uma cooperativa, significa menos dinheiro, então eles acabam tendo uma grande dificuldade de se afastar  para ir a um posto de saúde. Por isso, a grande maioria não tinha as vacinas que são fundamentais para a segurança deles, e tendo vista o risco que a própria atividade deles exige, surgiu essa ‘Ação do Bem’ voltada para vacinação”, explicou.

A história da catadora Deuzilene Conceição da Silva, de 37 anos, que se acidentou no trabalho algumas semanas atrás, cortando a mão em um ferro, enquanto fazia a separação do material para a reciclagem e não procurou um posto de saúde, comprova que, a iniciativa foi bem-vinda para estes trabalhadores, que acabam deixando o cuidado com a saúde para depois.

“Ficou doendo, eu não conseguia nem mexer o dedo. Mas, por falta de tempo e até desleixo mesmo não procurei o posto”, confessou Deuzilene, que hoje foi uma das primeiras a se vacinar. “É muito bom ter uma ação como essa aqui, porque a gente corre risco de se cortar e, como a gente não vai ao médico rápido, é importante já estar imunizado”, disse.

Para a presidente da Associação dos Catadores de Materiais Reciclados de Águas Lindas (Aral), Sarah Ferreira dos Reis, de 38 anos, a vacinação também é importante para que eles trabalhem com segurança. “A gente trabalha aqui na chuva, no sol, são todos trabalhadores muito empenhados, e que muitas vezes não têm tempo disponível para procurar um posto de saúde. Então, para nós, é muito importante essa iniciativa do hospital de trazer até a gente essa oportunidade de receber a vacina, para que possamos ter saúde para trabalhar”, concluiu.

Ação do Bem

A próxima “Ação do Bem” do Hospital Galileu ocorre no período de 20 a 31/11 e será voltada para o público em geral, com o curso de “Cuidador de idosos”. Como parte das “50 Ações do Bem” já foram realizadas pela unidade: doação de bronquedos; ação de saúde, com teste glicemia, orientação nutricional e avaliação psicológica; ação voltada para orientação sobre direitos e programas sociais; e Caminhada Ecológica.

Essas ações fazem parte das “50 Ações do Bem” da Pró-Saúde, uma iniciativa que vem acontecendo ao longo do ano de 2017 em todas as unidades geridas pela entidade, e leva ações voltadas à promoção da saúde e do bem-estar de colaboradores, pacientes e comunidade em geral.