Visita técnica promove troca de experiências sobre trabalho de filantropia desenvolvido pela Pró-Saúde

Com o objetivo de promover um bate-papo sobre Filantropia com os colaboradores do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), a coordenadora e a gerente de Filantropia da sede da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, Valdirene Carrera e Regina Lopes Victorino, estiveram na unidade esta semana. Elas conversaram com os colaboradores sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido na unidade e levaram mais informações sobre a história da Pró-Saúde – entidade que gere o hospital, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) -, da política de humanização e do programa de voluntariado.

Ao fim da visita, a coordenadora de Filantropia da Pró-Saúde, Valdirene Carrera, ressaltou que ficou muito satisfeita com o que viu no Hospital Galileu. “O hospital está em consonância com as políticas de humanização, com as políticas vigentes do país, e a equipe de Humanização daqui está bem coesa, trabalham juntos, as ações estão consolidadas e a equipe de voluntariado também está bem legal”, avaliou.

Para quem trabalha na unidade, a visita também foi muito valiosa. A assistente administrativa da Pró-Saúde no Hospital Galileu, Lidiana Ferreira, destacou a importância de ter essa troca e partilha de informações com profissionais da Sede Administrativa da entidade, que fica localizada, em São Paulo (SP). “Foi muito enriquecedor, esclarecedor, até para entendermos mais sobre a posição da Pró-Saúde enquanto instituição filantrópica. Ter alguém da sede que vem aqui compartilhar informações com a gente é maravilhoso”, disse.

Durante a passagem pela capital do Pará, Carrera visitou, ainda, os hospitais Metropolitano de Urgência e Emergência e o Oncológico Infantil Octávio Lobo. “O Pará está bem à frente em relação a política de humanização, as escritas dos relatórios são bem consolidadas, em consonância com as políticas vigentes e o pessoal é bastante receptivo, valorizam a cultura regional, isso é importante”, frisou.

Humanização

Um dos princípios do Hospital Galileu é a humanização, focada em “acolher a todos com respeito, cordialidade e igualdade”. Para isso, a unidade desenvolve diversos projetos, como o “Cine Galileu”, momento no qual é exibido um filme para os usuários, visitantes e acompanhantes, buscando estimular o bem-estar dos pacientes e a recuperação; o projeto “Era Uma Vez”, que leva uma pessoa para ler histórias para os pacientes; o “Música no HPEG”, onde a música é inserida como meio promoção da saúde; entre outros.