Hospital Galileu conquista prêmio Líderes da Saúde Norte e Nordeste na categoria Sustentabilidade

O Hospital Público Estadual Galileu (HPEG) recebeu na noite de quinta-feira, 17, o prêmio Líderes da Saúde Norte e Nordeste na categoria Sustentabilidade. A premiação reconhece as instituições de saúde e marcas que se destacaram durante o ano, assim como personalidades da saúde e cases de sucesso nas regiões Norte e Nordeste. Este é o segundo ano que o grupo Mídia realiza o evento, que aconteceu no Centro de Convenções de Pernambuco, em Recife (PE).

Desde sua inauguração, em 2014, o Hospital Galileu é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Conquistou, em 2016, o selo ONA 1 – Acreditado, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que reconhece que a unidade atende todos os quesitos de segurança do paciente. E, vem se destacando pelo engajamento na área de Sustentabilidade.

O diretor-geral da Pró-Saúde no Hospital Público Estadual Galileu, Saulo Mengarda, explica qual o diferencial da unidade para alcançar resultados expressivos em apenas três anos de existência. “Estamos felizes com a conquista deste prêmio, que demonstra o quanto tem sido benéfica para a sociedade a parceria, por meio de contrato de gestão, entre a Pró-Saúde e o Governo do Pará. O nosso trabalho é focado na qualidade e no cuidado centrado no paciente, sempre de forma transparente e responsável.  Sendo esse, um diferencial da Pró-Saúde”, afirmou.

Quando o assunto é Sustentabilidade, a unidade vem acumulando resultados positivos. Juntamente com o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), também gerido pela Pró-Saúde, foi pioneiro no país na elaboração de relatórios de sustentabilidade da Global Reporting Initiative (GRI), o que lhe rendeu o selo “Materiality Disclosures”, dirigido a entidades que focam suas ações em práticas que minimizem impactos ambientais, econômicos e sociais.

“A gestão eficiente da Pró-Saúde tem demonstrado que é possível fazer saúde pública com eficiência e qualidade. Hoje, temos orgulho em compartilhar o nosso case, que tem uma gestão baseada na melhoria contínua, na qual priorizamos um atendimento humanizado em prol da recuperação plena de nossos pacientes. Sempre sintonizada com a sustentabilidade, que é um agir consciente em prol de uma melhor qualidade de vida”, enfatizou Mengarda.

Paulo Czrnhak, diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, e coordenador do programa de Sustentabilidade da entidade no Estado explica que neste ano de 2017, as ações de Sustentabilidade estão em processo de ampliaçao. Agora, todos os seis hospitais públicos geridos pela instituição passam a desenvolver o programa ‘Vida Sustentável’, de forma a terem sua estratégia em sustentabilidade, tendo como base o pilar econômico, social e ambiental. ‘Acreditamos que ao formentarmos uma cultura de sustentabilidade estavamos contribuindo para uma vida mais saudável. O agir sustentável promove a redução de doenças gerando uma melhor qualidade de vida. Em instituições, ela fomenta ações responsáveis e transparentes’, comentou.

Conquistas e compromisso

Unidade de baixa e média complexidade, o Hospital Estadual Público Galileu (HPEG) é retaguarda no atendimento em traumato-ortopedia, clínica médica e cardiologia. Realiza uma média de 300 cirurgias por mês e possui taxa de resolutividade de mais de 98%.

Em 2016, o hospital conquistou o Prêmio Ser Humano da ABRH-PA” em duas categorias, de Responsabilidade Social – organizacional pelo projeto “Visita Virtual” e de Gestão de Pessoas pelo projeto “Pesquisa de Clima Organizacional”. Tornou-se também signatário no Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas) e membro do projeto Hospitais Saudáveis, através do qual aderiu ao “Desafio 2020 – A Saúde pelo clima”, onde se comprometeu a diminuir em 20% a emissão de gases do efeito estufa até o ano de 2020.