Hospital Galileu expôs 19 trabalhos em congresso internacional

Boas práticas de atendimento em saúde e relatos de experiências de usuários e colaboradores do Hospital Público Estadual Galileu, de Belém (PA), foram expostas em forma de trabalhos científicos no Congresso Internacional de Qualidade em serviços e Sistemas de Saúde, QualiHosp 2017, ocorrido em São Paulo, nos dias 20 a 23.

Ao todo, 19 pôsteres foram apresentados. De acordo com o diretor-geral do hospital, Saulo Mengarda, a unidade emplacou trabalhos inseridos em quatro, dos cinco eixos temáticos do evento, sendo eles: Gestão em Saúde; Avaliação em Saúde e Qualidade do Cuidado; Segurança do Paciente; e Gestão do Cuidado. “Conseguimos expor diversos trabalhos, com foco administrativo e também com foco no paciente, abrangendo todo o funcionamento do hospital”, explica.

Entre os trabalhos selecionados está o projeto “Visita Virtual Hospitalar”, implantado no Hospital Galileu em 2015. Por meio dele, familiares e amigos de pacientes que não podem realizar visitas presenciais podem se comunicar por vídeo e telefonia, utilizando notebooks e celulares. “A exposição dos trabalhos funciona como um estímulo para o colaborador, que desempenha a sua função positivamente na unidade, e ainda ganha o reconhecimento, divulgando o trabalho em um evento como este”, diz Saulo Mengarda.

Também ganharam destaque entre os trabalhos relacionados com a Gestão do Cuidado, como “Educação em saúde no perioperatório – relatos de experiência de enfermeiros do centro cirúrgico” e a “Visita multiprofissional x plano terapêutico”, ambos expuseram relatos de experiências de usuários e colaboradores. “Somos umas das poucas instituições que realiza visita multiprofissional diariamente e a beira leito, com a presença de toda equipe, discutindo cada caso clínico junto com o paciente” relata a coordenadora da UTI e do Núcleo Interno de Regulação (NIR) do Galileu, Regiane Bezerra, que também esteve representando a unidade no evento.

A enfermeira também frisou a importância em participar do evento. “Quando estamos em um evento como este, podemos conhecer bem mais a realidade de outros hospitais, e assim, até fazer um comparativo, por exemplo, vendo os demais trabalhos aqui expostos. Durante esses dias pudemos observar o quanto estamos em um nível elevado de atendimento, comparado com os demais serviços de sul e sudeste. É possível perceber que não deixamos a desejar, pelo contrário, muitos dos nossos trabalhos tem sido modelo para outras instituições” relata.

Trabalhos

Dentro do eixo temático “Gestão do Cuidado”, a unidade apresentou os seguintes trabalhos: Educação em saúde no perioperatório – relatos de experiência de enfermeiros do centro cirúrgico; Visita multiprofissional x plano terapêutico; Infectômetro – uma ferramenta utilizada para redução de infecções relacionadas à assistência à saúde e detecção precoce de surtos; Gestão do cuidado em nutrição – implantação do acompanhamento nutricional por níveis de assistência; A visita perioperatórioa de enfermagem em um hospital público; Humanização, integralidade, acolhimento e vínculo – novas perspectivas de atuação multiprofissional no hospital público Galileu, por meio do projeto “Âncora”; Práticas de humanização em um hospital público; Atuação da equipe de enfermagem  na comissão de tratamento e prevenção de feridas.

Dentro do eixo “Segurança do Paciente”, os trabalhos expostos foram: ‘Relação entre a taxa de utilização de cateter venoso central’ e a ‘incidência de infecções primária de corrente sanguínea em uma unidade de terapia intensiva’; ‘Detecção de micro-organismos multirresistentes em culturas de vigilância em um hospital público de retaguarda’; ‘A blitz de resíduos como ferramenta de gerenciamento da segregação correta em um hospital público’; ‘O desafio de um hospital público da região amazônica , no processo de inventário de emissões de gases de efeito estufa’.

Já no eixo temático “Avaliação de Saúde e Qualidade do Cuidado”, os trabalhos apresentados foram: ‘Significado, sentimentos e emoções no processo de acreditação hospitalar – um relato de experiência’; ‘O cinema como ferramenta de aproximação da ouvidoria hospitalar e o usuário’; ‘Visita virtual hospitalar ajudando na recuperação dos pacientes’; ‘Pesquisa de clima organizacional como ferramenta para melhoria contínua na prática de gestão de pessoas’; e ‘Visita diária do serviço de atendimento ao usuário como ferramenta de gestão participativa no hospital’; ‘O setor de auditoria de prontuário em um hospital público – avaliação dos índices de não conformidades’.

Gerenciado pela  Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Galileu apresentou no eixo “Gestão em Saúde”, o trabalho exposto foi: ‘Cuidando de quem cuida – grupo com profissionais de saúde em um hospital público no Pará’.