Hospitais Galileu e Metropolitano aderem ao ‘Janeiro Branco’

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o conceito de saúde vai além da mera ausência de doenças. Deve-se considerar o indivíduo como um todo, os fatores biológicos, psicológicos, sociais e culturais. Pensando nisso, os hospitais públicos estaduais, administrados pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar na Região Metropolitana de Belém (RMB), vão promover neste mês de janeiro, uma extensa programação voltada para a campanha “Janeiro Branco”, que consiste na reflexão e conscientização acerca da importância de cuidar e prevenir o adoecimento e o sofrimento emocional.

Com o slogan “Saúde mental é para todos nós”, o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém, e o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, vão desenvolver diversas atividades para os usuários, colaboradores e comunidade em geral, a fim de desmistificar a errônea interpretação de que saúde mental está diretamente relacionada com loucura.

Segundo a psicóloga do Hospital Galileu, Jennifer Andrade, a saúde mental relaciona-se com a capacidade do indivíduo de reagir de forma equilibrada e adequada às circunstâncias da vida, como: pressão no trabalho, os desencontros amorosos, as cobranças da sociedade, as oportunidades da infância, as responsabilidades, entre outros. “Nossa intenção com a campanha é mostrar às pessoas a importância de pensar e cuidar de sua mente e de sua saúde mental, para que elas possam construir uma vida melhor para si mesmas, mesmo diante das adversidades da vida”, diz.

Na programação, estão previstas rodas de conversas, palestras e workshops, com a proposta de estimular a autorreflexão, e a promoção da autoestima e do autoconhecimento. No Hospital Galileu, a programação acontece no período de 09/01 a 25/01 e no Hospital Metropolitano, nos dias 18 e 19/01. No dia 21/01, será o “Dia D” da campanha, com uma ação de conscientização e orientação junto à comunidade, na Praça Batista Campos, situada no centro de Belém. Lá, os colaboradores dos dois hospitais farão a entrega de sementes (simbolizando a semeadura), mensagens de autorreflexão e orientações sobre saúde mental.

Para complementar a programação, as unidades também vão transmitir em seus televisores, vídeos informativos sobre saúde mental, sinais, sintomas e dicas de como lidar com o estresse rotineiro, ser mais produtivo na vida pessoal e profissional e incentivar o próximo a cuidar de si.

Campanha

A temática já é oficialmente discutida no Brasil desde 2014, quando psicológicos de Minas Gerais criaram a campanha “Janeiro Branco”. A escolha do mês e da cor da campanha foi intencional. Janeiro por se tratar do primeiro mês do ano, e que normalmente é propício para a reflexão das pessoas. E o branco, que remete ao espaço livre para que que a pessoas desenhem novas possibilidades em suas vidas.