Hospital Galileu é reconhecido com selo Green Kitchen

Um dos grandes diferenciais do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG) é a qualidade da comida oferecida aos seus usuários e colaboradores diariamente, prova disso veio com o selo de aprovação Green Kitchen, certificação que reconhece restaurantes e serviços de alimentação promovido pela Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (FUPAM). Além da qualidade dos alimentos, o hospital também demonstra uma grande preocupação com a produção sustentável e o destino adequado dos restos alimentares.

A certificação veio após uma avaliação padrão de 49 questões relacionadas a alimentação saudável, sustentabilidade e ambientação natural, feita junto ao trabalho desenvolvido pelo Serviço de Nutrição Dietética (SND), que diariamente oferece cardápios equilibrados e saudáveis, priorizando alimentos com valores nutricionais agregados e utilizando produtos industrializados de forma reduzida.  No total, a unidade hospitalar obteve 27 pontos, valor acima da média para obtenção do certificado.

Segundo a coordenadora do SND do HPEG, Thatyelle Pantoja, além da qualidade dos alimentos, a equipe preza pela sustentabilidade na produção e destinação dos alimentos. “Já estamos trabalhando a consciência de uso sustentável dos alimentos, reduzindo os custos com o desperdício. Outro fator relevante é a opção de destino consciente dos resíduos orgânicos, também em atividade no hospital, como a segregação adequada e correta do óleo usado nas preparações, a segregação dos resíduos inorgânicos para reciclagem. Além disso, já estamos em fase inicial de desenvolvimento da compostagem dos resíduos orgânicos”, enfatizou a nutricionista, referindo-se a um trabalho de redução das sobras de alimentos e de reciclagem de resíduos gerados diariamente, por meio da aplicação de técnicas para controlar a decomposição de materiais orgânicos.

Thatyelle destaca ainda a importância da certificação Green Kitchen para o serviço de alimentação oferecido em uma unidade hospitalar que atende 100% ao Sistema Único de Saúde (SUS). “Reflete, principalmente, o padrão de qualidade aprimorado no sentido de buscar melhorias em conjunto. Outro pilar que vem sendo trabalhado este ano no Galileu: o princípio da sustentabilidade. A certificação é um reconhecimento das ações que estamos desenvolvendo em nosso ambiente de trabalho”.

A sustentabilidade, avaliada pelo programa Green Kitchen, é um dos princípios organizacionais do Hospital Galileu, como ressalta o diretor Geral da unidade, Saulo Mengarda. “Temos como objetivo explicar aos nossos usuários, acompanhantes e colaboradores que a sustentabilidade não é só meio ambiente, mas que existe também o lado econômico e social”, considerou Mengarda. “Este selo Green Kitchen reconhece isso no âmbito da nossa produção de alimentos” explicou.