Hospital Galileu estimula cuidado com o meio ambiente

A preservação do meio ambiente está diretamente relacionada à saúde. Por exemplo, sobras de alimento que normalmente vão parar no lixo podem se tornar pratos nutritivos. Já a falta de saneamento adequado interfere no bem-estar da população, gerando doenças como cólera, hepatite A e leptospirose. Ainda que determinadas ações dependam do aporte de recurso público, os cidadãos podem contribuir para o desenvolvimento socioambiental com atitudes simples. Por isso, o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém, lançou um projeto de educação ambiental voltado para os usuários ambulatoriais da unidade.

Realizada três vezes por semana na recepção do hospital, a ação é promovida pelo Núcleo de Educação Permanente (NEP), com o apoio de diversos setores. Durante os encontros são discutidas questões como uso consciente de água e energia elétrica, coleta seletiva, desmatamento, reaproveitamento de alimentos e reciclagem, dentre outros.

Segundo o supervisor administrativo da unidade, Sandro Mendes, a partir desses diálogos é possível desmistificar conceitos e modificar comportamentos considerados nocivos ao meio ambiente. “O processo de educação ambiental possibilita aos usuários a responsabilidade do cuidado com o meio em que vivem, gerando a interpretação de que muitas situações podem ser prevenidas”, afirmou o colaborador.

Campanha

Outra ação do HPEG que incentiva práticas sustentáveis é a campanha “Atitude consciente, meio ambiente preservado”, lançada neste mês pelo departamento de Manutenção. A iniciativa tem o objetivo de estimular o uso consciente da energia elétrica pelos usuários e colaboradores, reduzindo em 15% o consumo do recurso no hospital. A unidade utiliza adesivos informativos próximos aos interruptores e, ainda, sensores para controlar o uso desnecessário de ar-condicionado, que é desligado automaticamente caso não haja pessoas no ambiente.

Dicas

  1. Ao escovar os dentes, enxágue a boca com água do copo;
  2. Uma torneira pingando desperdiça 46 litros de água por dia. Por isso, ao perceber vazamentos, procure consertar a torneira o mais rápido possível;
  3. Ao lavar calçadas, quintais e carros, use balde no lugar de mangueira;
  4. Reaproveite cascas, talos e folhas dos vegetais em receitas;
  5. Evite colocar na geladeira alimentos ainda quentes;
  6. Troque a borracha de vedação da geladeira sempre que necessário. Para verificar o estado dela, coloque uma folha de papel entre a porta e parte interna. Se ao fechar a porta, a folha for retirada com facilidade, é hora de trocar a borracha;
  7. Utilize a capacidade máxima da máquina de lavar;
  8. Tire os aparelhos eletrônicos da tomada quando não estiverem sendo usados.