Com 6 mil inscrições, Hospital Galileu inicia o curso de Cuidador de Idosos

Oferecido gratuitamente à população, a 9ª edição do curso alcançou número recorde de inscrições. A formação se torna um importante aliado na conquista de oportunidades profissionais

O Hospital Público Estadual Galileu, em Belém, iniciou nesta semana a capacitação da 9º turma do curso de “Cuidador de Idosos”. Nesta edição, foram mais de seis mil inscritos, dos quais 30 foram selecionados, priorizando pessoas em situação de vulnerabilidade social. O curso é gratuito e realizado em conformidade com a resolução CD/FND Nº4, de 16 de março de 2012, que exige, como requisitos, idade mínima de 18 anos e ensino fundamental completo.

Oferecido pelo Hospital Galilei, unidade gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (SESPA), o curso já profissionalizou mais de 200 pessoas que estão em busca de conhecimento e oportunidades no mercado de trabalho. “O curso vem reforçar o papel social da unidade em relação à melhoria da qualidade de vida da população”, ressalta Rebeca Matos, supervisora de Atendimento do Hospital Galileu.

A capacitação terá duração de duas semanas e vai abordar temas como cuidado com medicamentos e alimentação, políticas públicas e direitos da pessoa idosa, além de orientações fonoaudiológicas e higiene oral na terceira idade. “O objetivo é preparar o aluno para realizar o cuidado, visando promover, manter e recuperar a dignidade dessa pessoa idosa”, conclui Rebeca.

O técnico de enfermagem, Valmir de Souza, foi um dos selecionados para participar do curso. Para ele, a capacitação será importante para o desenvolvimento de suas habilidades profissionais. “Nós, profissionais da saúde, precisamos nos manter atualizados sobre as técnicas de cuidado com o idoso. Mesmo no início do curso, já percebemos que os profissionais estão preparados e empenhados para ministrar as lições”, disse.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 22 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensora gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.