Ação na Praça Batista Campos alerta para o cuidado com a saúde mental

Cuidar da saúde mental ainda é um desafio para um País que é o campeão de casos de depressão na América Latina, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Por isso, em 2014, foi iniciada a campanha “Janeiro Branco” que se dedica a colocar o tema em evidência nacionalmente e alertar as pessoas para a importância de cuidar da saúde mental. Em Belém, os Hospitais Público Estadual Galileu, Oncológico Infantil e Metropolitano de Urgência e Emergência se uniram para realizar uma programação especial sobre o tema na praça Batista Campos, no último sábado, 26/1.

Os três hospitais são administrados pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), e promoveram um circuito de saúde na praça com direito a aferição de pressão e glicemia, orientação nutricional com destaque para o tema terrorismo alimentar, e um momento de lazer com psicólogos e terapeutas ocupacionais.

O supervisor da equipe Multiprofissional do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, Igor Cruz, explica a proposta do evento. “Montamos um circuito de saúde que abordasse assuntos que tratem da nossa saúde mental e física, porque um está relacionado ao outro. E, ao final do circuito, os participantes recebem um vaso com terra e as sementes para plantar, simbolizando o recomeço e também funcionando como uma espécie de terapia”, explicou.

Para a aposentada Ângela Costa, de 64 anos, que estava na praça com as netas e fez questão de participar do circuito de saúde, a iniciativa se mostra ainda mais importante nos dias de hoje. “Eu tenho uma amiga que passa por um problema de depressão muito sério e eu sempre estou perto dela, então achei muito interessante até para saber como ajudá-la, vou inclusive levar um folder que peguei aqui para ela”, afirmou, parabenizando a ação.

A psicóloga do Hospital Galileu, Rebecca Moreira, alerta que o sentimento de tristeza é natural, porém quando esse sentimento começa a afetar os seus relacionamentos sociais, alterar o sono, e há também a perda da autoestima são sinais de que o quadro está mais grave e pode-se necessitar dos cuidados de um profissional especializado.

A campanha “Janeiro Branco” é desenvolvida no mês de janeiro em todo o território brasileiro e, ao aderir à campanha, os hospitais da Pró-Saúde na Região Metropolitana de Belém fizeram questão de realizar ainda uma programação interna em suas Unidades, com atividades lúdicas, atividades de relaxamento e palestras sobre o tema direcionadas para colaboradores, pacientes e acompanhantes.

“Fazemos tantas promessas de ano novo, tantas promessas de mudança, e no mês de janeiro a gente traz justamente o foco para a nossa saúde mental, considerando que as nossas emoções são algo essencial nas escolhas que a gente faz na vida. Para que a gente promova escolhas mais saudáveis a gente precisa cuidar da gente em primeiro lugar”, enfatizou a psicóloga Rebecca Moreira.

Em Belém, é possível encontrar atendimento psicológico gratuito na Unidades Básicas de Saúde do Munícipio; nos Centros de Atenção Psicossocial; na Universidade Federal do Pará, Campus Guamá (setorial básico); na Clínica de Psicologia da Universidade da Amazônia (Unama), localizada na Av. Alcindo Cacela, que conta inclusive com plantão psicológico; e na Clínica Escola de Psicologia da Escola Superior da Amazônia (Esamaz), localizada na Trav. São Pedro.