Curso de Cuidador de Idosos acontece até sexta-feira, dia 29/6

Segue até sexta-feira (29/6) as aulas da quinta turma do Curso de Cuidador de Idosos, promovido pelo Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém (PA). Com esta turma, já são mais 160 pessoas capacitadas pela unidade para atuar na área, cuja demanda vem crescendo, a cada dia, com o aumento da população idosa no País.

Maria Amélia Silva, de 46 anos, é uma das alunas do curso. Atualmente, ela trabalha em um salão de beleza, mas já cuidou de diversos idosos, em Belém e no estado de Minas Gerais, onde morava até quatro anos atrás. “Morei 13 anos em Minas Gerais e lá fiz um curso particular de Cuidador de Idosos, mas te digo que não aprendi o que estou aprendendo aqui. Eu estou encantada com o curso, porque estou tendo a oportunidade de aprender diretamente com profissionais que atuam no hospital, e isso tem aumentado minha sede de aprender”, afirmou Maria Amélia.

A vontade de aprender é tanta que ela já decidiu até voltar para a faculdade. “Me deu ainda mais vontade de investir na área da saúde e decidi que quero fazer o curso de Enfermagem, para me aprimorar nessa profissão”, revelou.

Rosana de Oliveira Alves, de 50 anos, moradora no bairro do Parque Verde, também é uma das alunas da quinta turma. Ela já conhecia a unidade desde 2014 – a mãe de Rosana ficou internada ali mais de uma vez -, ficou sabendo do curso pelo site do hospital. “Eu sei que é um hospital que te dá um suporte, é um hospital referência, então quando fiquei sabendo do curso logo quis participar, eu precisava disso, porque quero continuar cuidando de idosos, como cuidei da minha mãe, eles precisam muito”, afirmou.

O Curso

O curso de Cuidador de Idosos do Hospital Galileu teve início em janeiro de 2017. O intuito da unidade, que é gerida pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), era preparar pessoas de baixa renda, que morassem nos bairros próximos ao hospital para atuar na área.

“Os próprios acompanhantes do hospital chegavam para a gente perguntando se conhecíamos ou indicávamos alguém que cuidasse de idosos, então percebemos que um curso que preparasse as pessoas para esse cuidado seria muito importante para a população com um todo”, contou o supervisor de Atendimento e Sustentabilidade do hospital, Sandro Mendes, que organiza o curso.

O que o hospital não esperava era o enorme interesse que o curso despertaria na população, foram mais de três mil inscritos. E, para atender essa enorme procura, a unidade decidiu continuar abrindo novas turmas, a cada três meses. “Quando terminarmos de atender essas pessoas, que já se inscreveram, abriremos novas inscrições. Mas, por enquanto, estamos captando os alunos desse banco de dados, pois seria injusto não dar a oportunidade para quem já se inscreveu”, explicou o diretor-geral da unidade, Saulo Mengarda, a respeito de novas inscrições.

O curso é totalmente gratuito, disponibiliza 17 disciplinas com 14 professores, todos do corpo clínico do hospital. Para a quinta turma, a novidade é a entrada de duas novas disciplinas no conteúdo programático, ministradas pela odontóloga e a fonoaudióloga da unidade, que vão preparar os alunos para os cuidados com a higiene bucal, fala e deglutição da pessoa idosa.

Ao final da capacitação, com carga horária de 40h, os alunos também passarão por uma prova para avaliar seus conhecimentos e um certificado será entregue para aqueles que estiverem aptos.