Auditoria interna do RAG aponta resultado positivo na atuação do Hospital Galileu

Com um resultado positivo, o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG) encerrou nesta sexta-feira (11/5), a auditoria Interna do RAG (Requisitos de Apoio à Gestão) da unidade. O RAG é uma ferramenta de avaliação da gestão hospitalar, desenvolvida pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, gestora do hospital, que permite que a unidade avalie seus processos e defina estratégias de melhoria para os pontos de fragilidade.

Como pontos fortes do HPEG, os auditores citaram o envolvimento dos gestores e colaboradores, a atuação criteriosa dos avaliadores internos e a sedimentação dos requisitos da ONA 2. “O resultado é bom, dentro do que a gente esperava, atingimos a meta. Mas, não podemos perder o foco. Devemos passar por uma visita de manutenção da ONA 2 até o fim de junho e, agora, com o resultado dessa auditoria em mãos, temos que continuar trabalhando para evoluir ainda mais”, destacou o diretor-geral da unidade, Saulo Mengarda.

A consultora de Hotelaria da Sede Administrativa da Pró-Saúde, localizada em São Paulo (SP), Paula Carvalho Kobylansky, esteve no Hospital Galileu para acompanhar a auditoria e também parabenizou o desempenho da equipe de auditores internos da unidade.  “Eu gostei de ver a atuação da equipe auditora, de ver o engajamento; foi formada uma equipe muito legal; uma equipe que é crítica e quer contribuir com o processo, então isso foi um ponto fundamental”, ressaltou.

O RAG aconteceu no período de 7 a 11/5 no Hospital Galileu e, a partir do resultado apresentado, o Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) juntamente com a diretoria definirão planos de ação para dar continuidade ao processo de melhoria da unidade. “Essa auditoria é de extrema importância. É um raio-x da unidade, que permite que consigamos levantar não só os nossos pontos fortes, mas onde a gente precisa trabalhar mais”, concluiu a gerente de Qualidade, Patrícia Costa.